sexta-feira, 7 de novembro de 2008

O Fascínio dos Botões

Há uns dias (2 ou 3), falei-vos aqui da minha preocupação pelas pobres pessoas que googlam sobre a "origem de botões" e vem parar ao meu triste blog na esperança de encontrar resposta aos seus anseios.

Povo enganado, tenho óptima notícia para vós:

Graças à Ana Rocha, que leu o post, fez os TPCs e deixou um comentário na caixinha própria para o efeito, tenho agora o prazer de vos informar a todos, mais interessados e menos interessados, mas no final destas linhas, todos mais cultos, que não haverá mais gente frustrada com dúvidas sobre a "origem dos botões".

A explicação segue dentro de momentos (ou dentro de algumas palavras) vendida ao mesmo preço que a comprei, apenas com ligeiras adaptações ao português de Portugal:


"3000 anos AC foi desenterrado, no vale do Indo, um amuleto de concha, furado com dois buracos, que poderia ter servido de botão. Mil anos depois, as populações da Escócia e do norte da Inglaterra fabricavam botões de um material chamado azeviche. Os botões reaparecem no fim da Idade Média, tanto para segurar quanto decorar as vestimentas.
Esses botões eram de prata ou de metal dourado. No século XIV, passaram a ter uma função prática, e o material de que eram feitos diversificou-se em metais preciosos, cobre, cristal ou ainda vidro e tecido. A partir de meados do século XIX, conchas, madrepérola, vidro, aço e latão trabalhado e chifre moldado costumavam ser usados para fazer botões, que já haviam se tornado parte integrante do desenho de moda.
Em 1807, o dinamarquês Bertel Sanders inventou o botão de pressão, que unia dois discos de metal que podiam prender ao mesmo tempo qualquer tecido. Hoje, o botão é um acessório indispensável que ganhou destaque quando chegou à passerelle e, claro!, fazendo parte do nosso vestuário, passados pelas várias formas de processar o metal, o poliéster, e até mesmo as matérias naturais, o botão tem vindo a sofrer diversas mudanças.
Através de propostas desenvolvidas pelo reposicionamento de mercado e projectos de conscientização de preservação do meio ambiente, o Botão ecológico tornou-se uma febre entre designers e estilistas do mundo inteiro assim como nas roupas para a casa, calçado e artigos para decoração. Seguindo esta tendência de matéria prima natural, algumas empresas vêm a apostar no fabrico deste acessório tão importante para o vestuário. Seja ele discreto ou chamativo, ele não pode faltar na roupa de um simples mortal
".

 

Vêem? Neste blog estão sempre a aprender!!! rsrsrs

Thanks, Ana!

E bom fim-de-semana a todos!

8 comentários:

Blossom disse...

estou esmigalhada...depois do que li, nunca mais serei a mesma :D

bom fds

Carlos Lopes disse...

Fascinante. Já me sinto bem mais culto ;-) Nunca mais abotoarei da mesma maneira ;-)

Carlos Lopes disse...

Hey, fui o teu visitante 30000!!! Ganda pinta!!! Não achas que mereço um prémio? ;-)

mario disse...

http://pt.shvoong.com/books/1724455-hist%C3%B3ria-dos-bot%C3%B5es/

Sofia disse...

Carlos, francamente acho que sim, que mereces um prémio e dos bons, visto que contribuiste grandemente para as 30000 visitas e porque, para mim, és um leitor muito especial. Vou pensar no que é que há-de ser! Depois ou publico ou mando-te um mail, se for um prémio mais pessoal. :)

Clarice disse...

Bom fim-de-semana!

um beijinho abotoado!

aespumadosdias disse...

Na net encontra-se resposta para tudo. Tenho de começar a fazer mais pesquisas.
Bom fim de semana.

Carlos Lopes disse...

Ganda pinta!!! Vou ganhar um prémio da dona da loja dos melhores botões da blogosfera!!! Ganda pinta!!!