quarta-feira, 6 de fevereiro de 2008

Sorte a minha...

A dona da caixa dos botões, não sei se já vos havia dito, é uma mulher cheia de sorte. Para além de ter um blogue apenas visitado por gente que aqui vem parar enganada por sua sorte, a dona deste blogue tem uma vizinha nova.



É o que se pode chamar uma vizinha nova-velha. É nova nas vizinhanças, velha de idade e de gostos muito duvidosos. Para além disso, gosta, GOSTA MESMO, de partilhar os seus gostos com a vizinhança, em particular, os seus fabulosos gostos musicais. Agora mesmo escrevo ao som de um piroso pimbalhão português qualquer que, há pelo menos uma hora, "no se calla". É sempre assim na hora da senhora arrumar a cozinha! Começo a considerar apresentar queixa à APAV.


Isto de se morar em prédios tem muito que se lhe diga... Pessoalmente, sou de opinião que devia ser instituída uma comissão de moradores em cada prédio, que analisassem o caso de cada potencial comprador de imóvel no mesmo. Eu tinha uma vida pacata, com uma vizinhança discreta e agradável, daquelas a quem dirigimos um educado "bô'nôte, como tá?" e sem esperar pela resposta, seguia cada qual o seu caminho; até que esta senhora se mudou... agora é vê-la num entra e saí, ao som do seu artista predilecto, a dar fé da vida de todos e de cada um. É doméstica, pelo que me apercebo, mora sozinha, com uma mãe que só vem dormir, porque de manhã "embarca" numa carrinha de um lar qualquer que a deixa à noitinha. Nada disso me incomodaria não fosse a sua banda sonora que toca muitas vezes aos domingos e feriados logo pela manhã... Temo até que isto possa desvalorizar o imóvel que habito e pelo qual pago mensalmente a dolorosa renda, pois se alguém interessado no meu "petit apartement" descobre a vizinha antes do contrato assinado... vai-se sem hipótese alguma de o caçar!


Portanto, venho junto de vós, povo enganado, pedir-vos gentilmente que me sugiram critérios de aceitação ou não, para uma hipotética comissão de moradores com poder de decisão sobre quem poderá ou não ocupar o espaço dos apartamentos à venda, sendo que os gostos musicais e o volume de som será um deles, obrigatoriamente.


Desde já o meu muito obrigada a todos os que se disponibilizarem a perder algum tempo com uma ou duas sugestões... DIGAM de VOSSA JUSTIÇA!


ADENDA:
Ena! Reparo agora que esta caixinha está quase a chegar às 10.000 visitas... o visitante nº 10.000 que se acuse, pode ser que consiga arranjar uma surpresa para ele/a!

13 comentários:

htsousa disse...

Antecendentes, carta de recomendação de vizinhos, fotos da família.

Se me lembrar de mais, aviso! ;)

Sofia disse...

Carta de recomendação de vizinhos?! grande ideia! eu gostar! ;)

Francis disse...

é como se faz nos EUA, não alugas ou compras casa se não tiveres referencias, boas claro.
acho muito bem, pede tudo o que tiveres á mão e seja legalmente possivel.

Cati disse...

As sugestões acima apresentadas parecem-me muito bem!

Agora também te digo - quem me dera que os meus vizinhos de baixo ou do lado também fossem um bocadinho assim... desta maneira talvez não fossem pintelhosos ao ponto de virem tocar à porta a dizer que metemos madeira explosiva na lareira que está a fazer muito barulho!!!
É que quer dizer... às vezes até tenho receio de por a minha música a tocar um pouco mais alto... certo é que não gosto de Tony Carreira, mas eles podem não gostar de ouvir o meu musicolé, né?!?

Mas tu sabes do que estou a falar...

Enfim... bom, bom, é comprar moradia - melhor, bom, bom, é ter dinheiro para comprar uma moradia... enfim!

Newsy neighbours!

Kiss, kiss!

Rafeiro Perfumado disse...

O 10.000 fui eu! YES! INCHEM!!! EU! EU! EU! Venha de lá esse plasma! O prémio era um plasma, não era? Ou seria uma semana de férias na casa da tua vizinha?

Sofia disse...

Ilustre visitante 10.000, srº Perfumado, mais conhecido por Rafeiro: UM PLASMA?!? ON YOUR DREAMS MY FRIEND!!!! on your dreams... :P

Vício disse...

se quiseres umas musicas munhas para te vingares dela é só pedir!

fui o visitante 10010, ou seja, recebo a surpresa com alguns juros! certo?

AJO disse...

Sei o que é isso, por exemplo neste momento estou a ouvir um casal a discutir forte e feio. Não sei onde aquilo vai acabar. Também tenho cá umas vizinhas que quando arrumam a casa colocam a «pimbalhada» super alto. É de doidos. Eu como moro no último andar ouço muito ao longe, tenho sorte.
O melhor é uma casinha isolada, aí temos o céu.
Estou contente por te ter de volta
Beijinhos e até já

Joseph disse...

Sofia
Olá

Sei o problema por que estás a passar pois aqui passa-se quase a mesma coisa; e eu tenho uma agravante: é que a casa é minha, tenho mais dificuldade em tomar uma decisão.

Mas vais conseguir, com calma, resolver o problema.

Gostei de te ver por aqui.

Quando quiseres, vem até estes lados e leva o prémio que te ofereci, assim como o selo.

Beijoka* muito amiga.

Joseph disse...

Fui o 10.015, paciência.
Fica para 20.000 visitas!...


Bjos**

redjan disse...

Geeeee ... falhei a visita 10000 por 24 apenas. Paciência ... tento a 20 000, pois ainda quero estar aqui como leitor. Sof ... tinha saudades de te ler ....e quanto à vizinha, fazer o quê ? Eles são como a familia, vive-se com o que temos... right ?

PS: Diz à ASAE que a vês fazer croquetes e rissóis para fora, para não falar que fuma na casa de banho !!!

Mónica disse...

ahahhahah
Gostei da sugestão do Red... diz, diz.. e diz também que utiliza óleo usado de motor para fritar os rissóis!

Quanto à vizinha... eu às vezes sou uma vizinha dessas. Os meus vizinhos têm que gramar com a minha música muitas vezes. Até hoje ninguém se queixou... ou gostam de acompanhar ou usam tampões...
Mas se alguém chamar atenção... claro que baixaria o volume... um décibel (lol)

Beijinhos Sofia,
Gosto de te ver bem disposta ;)

Amsilva disse...

tenta mesmo bater á porta até a deitar abaixo, depois pede educadamente para baixar o som, há muitas diferenças de hórários pra não falar em diferença de gostos!!!

Outra opção, mete o som ainda mais alto com a tua preferência...
quem ganhar dita as leis!!!

P.S. será por situações como essa (já sofridas) que eu moro em moradia e não quero nada mais que isso?!?