sexta-feira, 18 de janeiro de 2008


O meu lado negro procura tudo o que não me deixa ser feliz. Procura a dor que me faz sentir; a perda e a vontade de partir sozinha, para outros lugares, outros desencontros, outras pessoas, outros braços, outras formas de amar, quiçá mais profundas, mais intensas, mais dolorosas até, mas acima de tudo, mais.


É o lado que me faz vibrar e continuar o caminho. Dar-lhe a possibilidade de acontecer é o que me faz viver. E quero vivê-lo, loucamente, sem dogmas, sem tabus, sem tempo. Quero perder-me nele ou tornar-me nele. Deixar para trás a luz e abraçar a noite até lhe pertencer e fundir nela.

17 comentários:

Gazela disse...

Adorei...

Por vezes também me sinto assim, como vontade de fechar os olhos e deixar-me ir, deixar acontecer, viver!!

Continua a escrever assim... ;)

Betchos

Tiago R. Cardoso disse...

Excelente, muito bem, é um prazer ler e ver escrever assim.

Lorenzo Monsanto disse...

Palavra que vão até ao fundo do Ser.

Gosto da escrita.

Francis disse...

não percebo é porque é que tem que ser o lado negro.

Mr X disse...

;)

Tugafixe disse...

Todo o ser humano busca a sua felicidade. Mas ás vezes ela está ali, tão perto, à distância de um dedo e não a podemos agarrar.

Um beijinho

redjan disse...

Irra Sof, abriste a Caixinha com o melhor da magia ? Letras pintadas, cores em riscos de letras... estás em grande mesmo Prof ...

Carlos Lopes disse...

Que seja feita a tua vontade...

The Wolf disse...

...não pares nunca...

Beijo

Lisa's mau feitio! disse...

Todos temos um lado negro... que não deixamos de desejar percorrer... nem que seja em busca da mera felicidade... de uma felicidade efémera.

Fica bem, Sofia.

Lisa

Cati disse...

O teu lado negro contribui para a tua felicidade... E nunca serias feliz sem luz, sem dia, sem calor.
O sofrimento que advém dessa dura dicotomia é tão atroz como é doce...

...é o que nos faz vibrar, sim, arrisco-me mesmo a dizer que é o que nos faz tremer e arrepiar e abrir todo e qualquer poro da nossa pele...

É tão bom deixarmo-nos abraçar pela noite, como permitirmos que o dia nos beije as faces com um raio de sol.

É tão bom ter dois lados... e vivê-los!!!!!!!

Love U

htsousa disse...

O lado eternamente insatisfeito, que ningúem consegue contentar, e que reclama sempre por mais... fantástico!

Beijinhos.

Joseph disse...

Sofia,
OLá

Desculpa ter andado meio desaparecido, mas houve uns problemazitos, que jão estão resolvidos.

Continuas a escrever deliciosamente bem.... mas sabes que não é este o género de prosa que gosto de ler. Preferia outros caminhos mais alegres e cheios de luz... para iluminarem o caminho escuro que desejas percorrer e para não caíres nalguma armadilha.
No escuro há sempre alguém escondido atrás de uma árvore, dum casebre, e não sabemos a intenção desse alguém.

Sei que ela não leva a mal, e assim, coloco nos meus lábios quase todas as palavras que ela te disse, sobretudo a parte final:

"É tão bom deixarmo-nos abraçar pela noite, como permitirmos que o dia nos beije as faces com um raio de sol."

O amigo, amigo mesmo
Jose.

Beijokas beirãs**

alfabeta disse...

O lado negro de nós pode ser manipulado por nós próprios.

antonio disse...

Nós somos esse lado negro, o truque é não o levar muito a sério.

Mónica disse...

Um beijinho para ti, Sofia!
Antes de tudo o resto, procura por ti própria!
(mas volta rápido!)

AJO disse...

Começo a ler e leio a seguinte frase «O meu lado negro procura tudo o que não me deixa ser feliz» é mesmo isto que tenho sentido. Vou pensar ali para a sala no que acabo de ler.
BJS